A notícia sobre a morte de GoDiamo apanhou de surpresa os leitores da BANTUMEN e transformou-se assim no artigo mais lido da semana. O segundo lugar do top 5 dos artigos mais lidos ficou a nova mixtape de Lil Drizzy, seguido da entrevista de Lopes Paxe a Xuxu Bower dos Mobbers. Na quarta posição ficou a entrevista aos cabo-verdianos Rapaz 100 Juiz. Por fim, em quinto, ficou a nova música de Masta, em homenagem à sua mãe.

GODIAMO, O SUICÍDIO DE UM HOMEM (APARENTEMENTE) FELIZ

Todos devemos ter em mente que a felicidade que os outros transmitem através dos seus perfis de redes sociais é, muitas vezes, falsa. Quem perde tempo a publicar as suas tristezas, não é verdade? Portanto, a ilusão de que a felicidade está sempre presente na vida de algumas celebridades, bloggers ou apenas amigos é uma falácia. E é nesta reflexão que falamos da morte de Go Diamo, um empreendedor congolês, cujo lema de vida era:From nothing to something (do nada para algo, na tradução livre do inglês).

LONGA VIDA II É A NOVA MIXTAPE DE LIL DRIZZY

Lil Drizzy disponibilizou a sua quarta mixtape, a segunda edição da Saga Longa Vida. Sem muito segredo, “é mais uma colectânea de músicas que não foge ao conteúdo da primeira edição, onde o foco da obra gira em torno do meu mundo, de como tenho visto as coisas ao meu redor, as minhas vaidades, valores”, explicou-nos o próprio.

XUXU BOWER: “A RELAÇÃO ENTRE TRX E MOBBERS NÃO EXISTE”

É difícil falar do rap da nova vaga angolana e não mencionar os Mobbers, que antes se apresentavam como MOB, enquanto dirigidos pela Latino Records. Xuxu Bower é um dos rappers mais conhecidos do elenco que agora está sob o comando da “pesada” Clé Entertainment.

RAPAZ 100 JUIZ: 12 ANOS DE RAP, LUTA & JUÍZO

Com 12 anos de carreira e outros tantos de amizade, Péricles e Carlos deram a Cabo-Verde o seu maior contributo, o seu Produto Interno Bruto. Numa fase em que o hip-hop crioulo está em expansão pela lusofonia, PIB vem dá-nos uma mistura de sonoridades em que todos estão convidados a dançar. Os Rapaz 100 Juiz estão em tour pela Europa e, ao passar em Lisboa, Portugal, não podíamos deixar que se fossem embora sem trocar duas palavras e beber um copo de ponche di(de) terra com a BANTUMEN.

MASTA “BRILHA” EM HOMENAGEM À SUA MÃE

“A dor de perder alguém próximo de nós é inexplicável. Existem muitas formas para tentar superar essa etapa menos boa da nossa vida, a arte é uma terapia recorrida por muitos, ela consegue extrair o seu sentimento de dentro”, é assim que Masta, da Força Suprema, explicou uma das perdas mais dolorosas que o ser humano pode enfrentar, a morte de uma mãe. A música é “Brilha” e já está disponível nas plataformas digitais.