Michelle Obama arrasa Donald Trump no livro Becoming, que começou a ser comercializado nos EUA e no qual a ex-primeira dama dos EUA fala de política, da família e dos desafios do país.

Com o título simples Becoming (“Tornando-se”, numa tradução livre), o livro da mulher do ex-Presidente Barack Obama traça um retrato duro de Donald Trump, criticando a sua forma de fazer campanha e as suas opções políticas.
Alguns excertos do livro, revelados pelos ‘media’ norte-americanos, não agradarão ao atual Presidente do EUA, acusado de ter espalhado mentiras sobre a família Obama, colocando-a em perigo (recentemente, Michelle recebeu em casa uma carta com um dispositivo explosivo, tal como várias figuras ligadas ao Partido Democrata): “Eu nunca o perdoarei por isso”.
Michelle Obama diz que a campanha de Trump por causa da cidadania do marido (acusado de não ter nascido nos EUA, mas eventualmente no Quénia, o que o impediria de se ter tornado Presidente) foi intolerante e perigosa, “destinada a estimular os malucos”.