Quem não conhece a empresa Windows e a famosa Microsoft, propulsoras da mudança no mundo da tecnologia. Paul Allen, um dos fundadores morreu, com 65 anos, esta segunda-feira e só agora Bill Gataes conseguiu reagir.

“Paul merecia mais tempo de vida. Ele teria aproveitado ao máximo. Sentirei a sua falta tremendamente”, concluiu Bill Gates, no seu blog.

O investidor e multimilionáaio Paul Allen, tinha um linfoma não-Hodgkin e morreu nesta segunda-feira, em Seattle, EUA.

A empresa foi criada em 1975, por Paul juntamente com Bill Gates. Era atualmente presidente da Vulcan, companhia que gere fundos multimilionários com fins filantrópicos.
“É com grande pesar que anunciamos a morte do nosso fundador Paul G. Allen, cofundador da Microsoft e notável homem das tecnologias, filantropo, criador de comunidades, ambientalista, músico e mecenas”, anunciou a Vulcan em comunicado.

A doença de Paul já havia sido diagnosticado em 1983, no mesmo ano que em deixou para trás a gigante da tecnologia, Microsoft. O tratamento tinha corrido bem, mas em 2009 foi de novo diagnosticado com este tipo de cancro no sistema linfático.

A doença entrara em remissão após vários tratamentos, mas há duas semanas, Allen anunciou que tinha retomado os tratamentos, pois o cancro voltara a manifestar-se.a