Fitxadu, o mais recente álbum de Sara Tavares, foi lançado quase há um ano, mas as músicas que o compõem são intemporais. São para ouvir quando e onde se quiser, com a certeza da calma que os acordes da sua guitarra aliados à sua doce voz proporcionam. Fitxadu é o álbum mais corajoso da sua carreira, conforme a própria afirmou numa entrevista ao jornal Público. É uma panóplia de instrumentos, que se curvam ao balancé da voz de Sara, que carrega no âmago alma de Cabo Verde, entre outras inspirações.

A BANTUMEN esteve à conversa com a cantora, entre pratos, copos e garfadas. A mesa era africana, em cima dela, atum, biscoitos e bolachas de Cabo Verde, acompanhados de um bom Ponche de mel di terra. Falou-se português e crioulo, num ambiente que remetia ao país que viu Amilcar Cabral lutar.

Sara Tavares |Foto: Miguel Roque / BANTUMEN

De acordo com a Bíblia: o nome Sara aparece 47 vezes nas escrituras do livro Genesis. É originário do hebraico “Sarah” e significa princesa, rainha ou soberana, indica uma pessoa predisposta ao sucesso profissional. A sua vontade de vencer é bem maior do que as dificuldades que possam aparecer.

E é isso mesmo que pensamos quando ouvimos Sara cantar, um exemplo de luta e com vontade de fazer e conquistar mais. Nesta conversa de “café” fizemos uma viagem por diversos temas, desde o álbum Fitxadu, a sua ausência nos palcos, como faz música, as coisas bonitas que diz e a ligação que tem com o seu país, Cabo-Verde.

“A vida nos dá vida, a música me deu vida quando era mais nova e voltou a dar-me vida e inspiração”

A cantora que venceu a primeira edição de “Chuva de Estrelas”, em Portugal, em 1994, falou também da musa dos pés descalços, Cesária Évora, e de quem influência a sua veia artística. “A vida nos dá vida, a música me deu vida quando era mais nova e voltou a dar-me vida e inspiração”. Com um olhar profundo e que sorri, sem que os seus lábios sequer mexam, Sara conta-nos que já cantou em muitos palcos bonitos e de sonho, e do amor que vem do público e que enche o seu coração.

Esta sexta-feira, 20, terás ainda oportunidade de ver novo trabalho da artista. “Ginga”, a faixa número três de Fitxadu, vai ganhar um videoclipe a ser lançado online.

Vê abaixo as coisas “bunitas” ditas pela Sara Alexandra Lima Tavares em entrevista à BANTUMEN: