Stormzy entrou em palco e só se ouviam gritos. A primeira música que cantou neste Super Bock Super Rock foi “Cold” do seu segundo álbum Gang Signs & Prayers lançado em 2017.

O rapper britânico foi convidado para atuar no terceiro dia do festival Super Bock Super Rock e o resultado foi muito além das expetativas.

Ainda antes de subir ao palco, as luzes se acenderam e Tiiny, DJ do artista, deu início ao espetáculo com a música “That’s Not Me”, de Skepta, e como pano de fundo frases ditas por Stormzy: “Ain’t dropped nothing for a minute” e  “Who’s gonna stop me? You?! Him?!”.

Apesar do público o ter recebido de uma forma calorosa, o cantor fez questão de comentar: “Nem todo o mundo me conhece, mas não faz mal o que eu quero é energia” e foi exatamente isso que recebeu ao longo da sua atuação. Muita e muita energia. Chamou a atenção de todos com uma presença em palco e atitude muito fortes.

“Big for Your Boots” e “Know me From” foram as canções em que se notou uma maior movimentação no recinto, saltos atrás de saltos.

Stormzy | Foto: Miguel Roque / BANTUMEN

Por momentos, o palco serviu de tela para a exibição de excertos de clips escolhidos pelo rapper. Uma exibição singular, em comparação com os restantes artistas que passaram pelo mesmo palco.

Apesar de ser a sua primeira atuação em Portugal, e de ter atuado num horário que estava previsto para Jorja Smith, Stormzy não desiludiu. A plateia foi inundada de vibrações agressivamente intensas, tal como manda o grime. E mesmo quando a sua música pedia momentos mais low-profile, o rapper soube abrandar sem que a audiência se apercebe-se da mudança de ritmo.

Com as suas próprias expectativas superadas sobre este primeiro encontro com um público portugês, Stormzy garantiu que esta não será a última vez que pisa um palco por terras lusas.

Michael Ebenazer Kwadjo Omari Owuo Jr, conhecido pelo nome artístico de Stormzy, é um rapper de nacionalidade inglesa e descendente de pais ganeses. Começou a cantar aos 11 anos e como fruto de uma longa caminhada, este ano recebeu o prémio de melhor Artista Britânico e Melhor Álbum Britânico no Brit Awards.

Stormzy | Foto: Miguel Roque / BANTUMEN
Stormzy | Foto: Miguel Roque / BANTUMEN