Vamos falar sobre algo que muitos “temem” e outros “não vivem sem”. A suplementação é boa? Faz mal tomar? Trará ou não problemas no futuro? Pois bem, para começar vamos separar duas palavras: esteróides e suplementos. Como o nome indica, os suplementos “suprimem” necessidades tanto energéticas como nutritivas que tenhamos e pode derivar de uma alimentação mal conseguida ou gerida, de um estilo de vida stressante ou simplesmente de uma vida extremamente ativa.

Todos sabemos que as vitaminas são importantes para o nosso bem-estar, tanto físico (vitamina C, por exemplo) como para o nosso bem-estar psicológico (Complexo de vitaminas B) e, pergunto: vocês comem pelo menos três frutas diferentes por dia? Quem estiver a ler este meu artigo, até poderá dizer que sim mas, da minha experiência, sei que, de uma amostra de 100 pessoas, pelo menos mais de metade não come fruta regularmente.

Neste caso, em que não se come fruta regularmente, tomar um multivitaminico é sempre o aconselhado, principalmente para quem estiver no frio, em que o nosso corpo terá de metabolizar muito mais energia para nos manter-mos quentes e as nossas defesas baixam se não tivermos um aporte nutritivo adequado. Repararam? Já dei uma razão para que a toma de suplementação seja boa e produtiva.

Mas um multivitaminico é o mesmo que tomar uma proteína? Não são iguais mas servem os dois o mesmo propósito. Voltamos à questão da publicidade. Os multivitaminicos têm anúncios onde colocam pessoas “iguais” à maior parte da população, enquanto os anúncios das proteínas têm maioritariamente homens incrivelmente fortes, unicamente para um propósito, o de vender proteína a quem principalmente treina bem e anda no ginásio. É simples, é o target desejado, é quem irá comprar mais facilmente este suplemento.

SABER MAIS