O novo livro de Kalaf Epalanga, Também os brancos sabem dançar, vai estar em destaque na 88.ª Feira do Livro de Lisboa. No penúltimo dia do evento, Kalaf vai levar o seu livro para servir de tema de um debate com a ministra da Justiça portuguesa, Francisca Van Dunem. Com moderação de Ferreira Fernandes, diretor do Diário de Notícias, o debate vai acontecer no dia 12 de junho, às 19h, na praça LeYa.

Também os Brancos Sabem Dançar é um romance centrado nas comunidades africanas de Lisboa.


Depois de nos ter habituado a ler as suas crónicas no português Público e no extinto Rede Angola, Kalaf Epalanga aventurou-se a escrever uma auto-ficção sobre uma viagem de autocarro da cidade sueca de Gotemburgo para Oslo, a capital da Noruega, onde vai atuar nessa noite no festival OYA, com os Buraka Som Sistema. Mas o artista perdeu o seu passaporte e, na onda de azar, foi detido pela polícia por tentativa de imigração ilegal e conduzido à esquadra da polícia para interrogatório. À volta dessa história, Kalaf conta-nos uma panóplia de acontecimentos desde a revolução de 4 de fevereiro de 1961 em Angola aos primeiros passos do kuduro tal como o conhecemos hoje no início dos anos 2000.