A TRX Music realizou esta sexta-feira, 28, o seu grande show anual, no Cine Atlântico, em Luanda. O grupo, que agora se encontra em uma nova fase agora associada à Banzelo Nation de Leoh Lemos, apresentou o álbum Melhor União, que começou a ser comercializado no dia 22, na Praça da Independência.

As portas do Cine Atlântico abriram-se ao público às 17 horas e os lugares disponíveis não foraMelhor União suficientes para a enchente de gente que queria ouvir cantar os TRX Music. De sublinhar que, todos os ingressos foram vendidos nas primeiras 24 horas em que foram disponibilizados.

Com lotação esgotada, o DJ da noite foi Omix, que toca exclusivamente hip-hop. O palco foi aberto com a atuação da velha guarda do game angolano, o Projecto X, que aproveitou para lembrar alguns hits dos Kalibrados e Army Squad. A noite continuou nas vozes de Neide Sofia, Trigo Limpo, Pirline, Laton Cordeiro, Mierques, Titica e Johnny Berry.

O momento triunfal da noite foi a entrada do grupo em palco que teve apresentação de Costa, humorista do grupo Tunezas. A desejar ficaram as atuações de outros artistas que entram no álbum como Dji Tafina, Prodígio, Paulo flores, Cef e Anselmo Raph, que não puderam estar presentes no evento.

Carla Prata, que recentemente saiu do grupo e fez um vídeo acusando alguns elementos de não a valorizarem, não esteve presente na venda nem no show. Apesar de a artista ter participado na música “Imperial”, com Laton Cordeiro, a sua voz foi omitida quando o grupo interpretou a música.

O show teve que terminar mais cedo por motivos desconhecidos até agora, mas o grupo aproveitou o momento para se despedir e homenagear Rony Bravo, o elemento do grupo que faleceu no ano passado, vitima de overdose.