UK Drill das ruas de Brixton para o Barreiro com Minguito

Miguel Jael Vumbi Huviva tem 19 anos é natural do Barreiro, Portugal, filho de pais angolanos e é conhecido entre os amigos por Minguito.

No primeiro dia de dezembro, Minguito apresentou-nos dois singles, “Mano Peka” e “GMD”, os primeiros trabalhos do que pode ser o início de uma carreira musical. Que tão especial pode ter um jovem de 19 que faz rap no Barreiro?

Ver esta publicação no Instagram

Uma publicação partilhada por Minguito (@minguito6) a

Sinceramente nada porque é mais do que comum ver jovens descendentes de emigrantes e residentes nos arredores da capital portuguesa a submergirem na cultura do hip-hop.

O que têm os singles do Minguito para me chamarem a atenção ao ponto de o convidar a vir conhecer a redação da BANTUMEN em Lisboa, quando outros tantos rapazes espalhados por essa lusofonia fora pedem a mesma oportunidade?

“Mano Peka” é cantado em quatro idiomas: português, inglês francês e crioulo cabo-verdiano. É o primeiro lusófono que conhecemos que faz UK Drill, um subgénero do drill music e do road rap que tem a sua origem em Brixton, no sul de Londres, em 2012. Nas lyrics, muitas vezes, ouvimos  vivências de um estilo de vida criminoso, violento e hedonista, por vezes com ligações a gangues, refletindo o dia-a-dia de bairros sociais economicamente carentes e onde o crime é um modo de vida para muitos.

Ver esta publicação no Instagram

Uma publicação partilhada por Minguito (@minguito6) a

Associar Minguito a marginalidade é completamente errado. Além de ser trabalhador numa grande cadeia de fast food em Portugal é estudante de Marketing & Relações Públicas, Comunicação e Publicidade.

A música entra na sua vida numa primeira instância como dançarino de Kuduro, mas a pouca força do estilo atualmente em Portugal fez com que Minguito perdesse o interesse. Juntamente com outros rapazes da mesma idade passaram então fazer batalhas de freestyle, que levavam no ritmo as  influências culturais da zona maioritariamente dominada por descendentes de imigrantes de África e outros que saíram de Portugal para França e Inglaterra e que agora estão a retornar para Portugal.

É nessa mistura que Minguito navega com facilidade, sem nunca perder a sua identidade e skills.

Apesar do talento para a música ter sido uma descoberta recente, o feedback dos seus próximos é positivo, assim como o dos internautas. Conhece um pouco mais sobre a música deste rapper que com certeza ainda nos vai surpreender bastante.