“Tudo é mentira, até que se prove o contrário” uma frase de um professor secundário desconhecido. Mas que faz todo o sentido, quando é necessário ver para crer ou fazer acreditar em algo.

Jarlenys Dias é um exemplo a seguir. Sofre de insuficiência auditiva e para ela os sonhos deixaram de existir, desde nova. De São-Tomé para Portugal, veio a menina que ouvia pouco e que tinha medo de alcançar o que almejava. “Estava agarrada ao meu passado, não via mais à frente”, confessou Jarlenys à BANTUMEN.

Sempre gostou de desenhar e observar os pequenos detalhes que a vida lhe apresentava, com 26 anos decidiu correr atrás dos seus sonhos. Fez o curso de Design de Moda pela Escola CED D. Maria Pia e resolveu dar mais linha e alfinetes à sua vida. Participou no concurso Exponoivos, onde ficou em terceiro lugar, em 2013.

O facto de ter essa deficiência, fazia com que Jarlenys se sentisse diminuída. Conheceu a Associação Lusofonia Cultura e Cidadania, que acabou por ter um papel importante na sua vida e na construção da sua carreira enquanto Designer de Moda.

“A presidente da associação, foi quem me fez ver que eu estava errada a pensar que o erro era meu de ter essa deficiência”

Com o sentido orientado e com os olhos bem abertos para o material que podia usar e tinha ao seu dispor, Jarlenys começou a desenhar. Desenhava um vestido, uma saia e outras tantas coisas, agora, de uma forma mais séria desenhou uma coleção de t-shirts intituladaUma Mulher Nova”.

A ideia surgiu após muito convívio com mulheres que sofrem da mesma deficiência que ela e que souberam dar a volta por cima e realizar os seus sonhos. “Uma Mulher Nova” pretende criar uma imagem da mulher que expressa uma necessidade de se libertar de tudo o que a prende, o seu passado e os seus traumas.

Jarlenys Dias
FOTO: BANTUMEN

Inspirada nas mulheres e nas histórias e superações delas, a designer de moda acredita que tudo é possível. A insuficiência auditiva que antes a afrontava, hoje usa-a como sua aliada, com um aparelho auditivo está atenta ao que o mundo diz e sabe tirar bom proveito disso como processo criativo das suas t-shirts.

Nesta coleçção, foram utilizados técnicas como colagem, pintura e lápis de cor, aguarela e pintura digital. Juntamente com o projecto “Com Ponto“, uma marca criada através do projecto Ameixoeira Criativa que utiliza desperdício têxtil para o transformar em acessórios de moda. A colecção é mais do que roupa, é uma história de luta, coragem e empenho.

“Inspirei-me também em mim mesma. Porque cada história tem a sua marca de superação”

Podes adquirir as t-shirts na ALCC, na morada R. Varela Silva, lote 3 – loja A, 1750-403 Lisboa – Portugal, ou directamente pelo Instagram da artista Jarlenys Dias.