Cerca de duas mil pessoas estiveram presentes na inauguração do evento não oficial WakandaCon, inspirado no famoso filme Black Panther. A conferência aconteceu em Chicago, nos Estados Unidos, no domingo passado, onde várias pessoas, mariotariamente negras, se reuniram para celebrar a geração nerd negra na América.

Como todos sabemos, Black Panther pode ter sido a viragem para novos argumentos e papéis dentro do cinema “negro”. Wakanda é um país de terceiro mundo onde a fome reina, mas na visão do ocidente. Porque, na verdade, é um dos países mais desenvolvidos do mundo, dirigido por líderes negros e perfeitamente capazes de conduzir o seu povo em direção à paz e estabilidade. Uma visão ligeiramente diferente dos habituais atletas, criminosos, pobres e ignorantes retratados no cinema.

O filme, que teve 97% votos positivos no Rotten Tomatoes, também abriu um grande debate sobre o papel dos negros na sociedade e como são vistos aos olhos da população branca.

WakandaCon surge assim com workshops de arte, desfile de máscaras e sessōes sobre problemas socias. O que não faltaram foram lágrimas de felicidade, abraços entre familiares, amigos, desconhecidos e sorrisos, muitos sorrisos.