É difícil falar do rap da nova vaga angolana e não mencionar os Mobbers, que antes se apresentavam como MOB, enquanto dirigidos pela Latino Records. Xuxu Bower é um dos rappers mais conhecidos do elenco que agora está sob o comando da “pesada” Clé Entertainment.

Xuxu Bower é um storyteller e esse é o diferencial da sua música. “A minha música é motivacional e conto histórias para passar o que estou a viver, tento motivar para mostrar a todos que também conseguem”.

A paixão pela musica apareceu ao 12 anos e um ano depois já tinha uma música gravada. O primeiro estilo a conhecer foi o acústico mas a sua maior influência para se introduzir no rap foi Boss AC.

Com um mercado musical cada vez mais lucrativo para quem faz rap, Xuxu defende que “viver da música seria possível, mas só não vivo dessa arte porque não estou em Luanda estou a acabar a universidade na América, mas os meus tropas estão no hustle da música.

Quando o jovem rapper foi estudar para os Estados Unidos ainda não tinha o reconhecimento pela sua arte. Três anos depois quando voltou para Luanda o seu nome já era bem conhecido no movimento. “Quando eu voltei para “banda” ja tinha a fama da música “Parvo e bloca”. Essa fama não foi novidade para mim porque eu já me prepara para esse momento. A minha família no princípio não acreditava, pensava que era uma brincadeira mas em 2017 começaram a ver que era sério e eu era convidado par shows cada vez maiores”, explicou Xuxu Bower à BANTUMEN .

O assunto TRX e Mobbers parece estar ultrapassado. “A relação entre TRX e Mobbers não existe, não é bom ou mau porque não existe, desde que eles façam o seu trabalho e nós o nosso”.

O lançamento de um álbum a solo não está nos planos para agora mas é um projeto que não está completamente colocado de parte. “A nossa parceria com a Clé tem sido muito boa. Já estivemos numa produtora mas não com a mesma dimensão, é uma estrutura muito grande estamos a ter uma boa experiência com uma cena mais organizada. Não estávamos habituados com esse tipo de organização, não tenho nenhum contacto com a Latino Records ou com Yuri Latino depois da nossa saída”.