Thandi Gula-Ndebele e Pretence Gonyesa são dois artistas que estão a usar a arte visual, como a fotografia, para explorar e criar discussōes sobre a liberdade no Zimbabwe após o período colonial.

Ambos usam o mundo fashion e a fotografia de uma forma expressiva para criar uma série de fotos que prestam homenagem ao presente e ao futuro próspero do país, celebrando as promessas e vitórias do passado, feitas depois da guerra de libertação.

Via: True Afica

Os dois criativos construíram os seus looks com sacos de plástico de uma famosa marca de produtos alimentares nacional, fundada em 1969, e uma marca de roupa africana, chamada Shangani.

A marca de comida Red Seal é uma referência importante, porque foi criada a meio da guerra de libertação da Rodésia (atual Zimbabwe) e passou, desde então, a ser a marca mais utilizada no país.

Via: True Africa

Um dos cenários utilizados para a serie foi a First Street, uma rua que era interdita a negros sob a lei de segregação do governo Rodesiano antes da independência. “Foi uma forma que encontrámos para celebrar a prosperidade económica, da mesma forma que reivindicámos a liberdade de circular num espaço em que outrora era inacessível para nós”, explicou Thadi Gula Ndebele ao True Africa.