Osborne Macharia é um fotógrafo de campanhas comerciais de Nairobi, Quénia, que centra o seu trabalho no afrofuturismo. Este género é descrito pelo próprio como uma “representação artística da narrativa africana pós-colonial pela integração de elementos históricos, cultura atual e aspirações futuras usando fantasia e ficção para destacar a identidade africana.”

A sua série de fotografias Magadi revela-nos um grupo de mulheres ex-circuncidadoras que abandonaram as suas práticas para educarem na arte da moda jovens mulheres que fogem a casamentos precoces.

“Esta é a história de um grupo de ex-mulheres que vivem nas vastas planícies salgadas do lago Magadi, que abandonaram a sua antiga prática e adotaram a Moda Étnica como um modo de vida alternativo”, explica Macharia. “Elas agora abrigam jovens raparigas que fogem do casamento precoce, ensinando-as sobre habilidades de moda, como estilo, design de moda, trabalho de impressão e modelagem para as passarelas locais e internacionais”, explica Macharia ao Design Indaba.